[...]

Tento me alegrar com as pequenas coisas da vida, para também a fim de fazer essa onda negativa, e melancólica se dissipar de mim. Tento ver que tem dias que é mesmo assim, as pessoas a nossa volta parecem não quererem nos ouvir, a vida parece não conspirar muito ao nossa favor. As vezes penso que tudo que faço é em vão. Mas eu não quero chorar, não quero me descabelar, não quero perder a pequena sanidade que me resta. Tento respirar fundo várias vezes, encher o peito de ar, como se enche de esperança. Tentar fazer as coisas que me forem possíveis. E aproveitar o que me é tangível. Eu não quero pensar no depois, não mais, tento não mais pensar, tento. Os segundos e minutos que agora me encontro, é apenas o que realmente importa. O futuro por enquanto é algo existente, apenas em nossas mentes. Quero deixar o tempo apenas correr com seu curso, sem preocupações advindas de mim, muito excessivas. Ás vezes é tudo questão de paciência...
— Escrito dia: 12/6/18 10:44

2 comentários: