Some insecurities

Ás vezes sou domada por uma insuficiência devastadora. Que acaba fazendo com que eu faça nada do que realmente quero. E assim acabo deixado de ser eu nesses momentos. Pois são momentos que a timidez em mim transparece, e dentro de mim a ansiedade também, querendo gritar.

Já faz um tempo que não tento desenhar coisas que sinto. Eu não consigo,  ser como antigamente. Quando eu pegava no lápis tranquilamente e fazia umas curvas e retas tentando fazer algum desenho especifico sem me preocupar se iria ficar feio ao meu ver, ou se não. Sem me preocupar com nada.

Ás vezes queria poder sair do meu corpo quando a ansiedade em mim vem passar uns tempos. Os meus sentidos com ela ficam paralisados. Quando esta irá perceber que em mim, ela não cabe? nunca coube, e nunca caberá?

Eu só quero ser eu, com a minha voz, com o meu jeito, com os meus defeitos e qualidades, sem me preocupar se vou passar por momentos ridículos. Quando nós fazemos algo certo, o bom, é certeiro. — Porque a minha mente as vezes não entende isso? — É complicado, mas tento a cada dia, descomplicar..

2 comentários:

  1. É uma coisa tão ruim de sentir que eu não desejo isso para ninguém. Entendo bem o que escreveu e escreveu muito tão bem que esclareceu muito sobre isso.

    ResponderExcluir