you've have a place in my heart that anyone could have

about / ask / metas / arquivo / 2019



quarta-feira, março 21

Qual profissão eu vou seguir?

Antes da greve na minha escola se iniciar, alguns meninos e meninas da minha turma na escola já estavam se organizando para fazer a nossa blusa de formandos, junto com outros meninos e meninas de outras turmas do 3° ano. Nós iremos poder entrar na escola com a blusa, usando-a como uniforme. E na blusa irá conter alguma frase inspirativa sobre está finalizando os estudos, nome da escola, turma, o nosso nome, em cima da profissão que iremos fazer... Mas a minha questão é: Qual profissão que irei seguir com tanto afinco e amor, que não sentirei como se fosse um trabalho?

Voltando lá quando eu era pequena: Recordo-me um pouco, de que quando me perguntavam o que eu queria ser quando crescesse pelo menos quando eu tinha uns 5 anos de idade eu dizia: "Num sei, eu acho que quero ser cozinheira" (Não mesmo, hoje mal sei fazer um arroz vergonha eu sei — Mas é que eu gostava de brincar de cozinhar. — E outras horas eu dizia: "Não sei, mas hoje só quero ser uma das dançarinas dos DVDs infantis da Xuxa, e da Aline Barros." e em outras horas: "Eu quero ser bailarina" (Sonhos nunca realizados mas continuemos)..

Depois de eu completar meus 6, 7 aninhos de idade e ver que talvez essas coisas não serão muito possíveis, e depois de ganhar-um-quadro-com-canetinhas-e-apagador para escrever da-minha mãe, de brinquedo, eu disse: "Eu já sei o que quero ser, eu quero ser Professora". Eu adorava brincar de ser professora. Eu reunia todos os meus bichinhos de pelúcia, e fazia de conta que eles eram meus alunos. As minhas atividades para "eles" era fazer contas de 1+1 2+2, dizer quais eram as letras do alfabeto — tudo que eu tinha aprendido na escola. — Eu adorava brincar, e as minhas professoras da escola na época, eram uns amores. — Ou pelo menos algumas — E algumas delas eram minhas inspirações.

Mas ao fazer meus 9 anos eu mudei de ideia para minha vocação no futuro, porque eu queria ser mesmo era cantora, pois depois o encanto em ser professora passou. Eu amava cantar no karaokê, sempre quando eu ia para casa da minha vó que tinha o aparelho de dvd, com microfone, eu cantava. Eu já me imaginava uma mega artista... Mas esse sonho fora pisoteado depois de uma parente da minha família que é um amorzinho, dizer que tudo isso não seria mesmo possível, e que eu tinha que cair mais na realidade. E assim esse sonho fora desmanchado da minha cabeça.

Isso fora aos 10 anos. Mas nessa idade eu tinha que pensar novamente o que eu poderia a vim ser futuramente, pois no trabalho do meu pai, estava acontecendo tipo um concurso no dia das crianças, para os filhos dos funcionários, em que tinham que fazer um desenho mostrando qual profissão as crianças queriam seguir futuramente. Os mais bonitos, seriam escolhidos para aparecer em um painel lá da empresa dos ganhadores, e as crianças ganhadoras, iriam ganhar um presente. E meu pai me questionando isto, e dizendo também que eu podia ser médica, enfermeira... Eu acabei dizendo: "Ah, pode ser isto". Fiz o desenho bonitinho, da médica no hospital, que no fim não ficara tão bom, porque lembro que me pai passou canetinha e acabou manchando/borrando, eu acho que ele se sentira um pouco culpado, mas.... EU ACABEI GANHANDO.

Entretanto, depois desse tempo eu realmente vi que eu ainda não fazia mesmo a ideia do que futuramente trabalhar, feliz. Mas ao chegar no Ensino Médio, eu vi que eu tinha que pensar...

No 1° ano do Ensino Médio com o início da pressão dos professores, para fazermos o ENEM, para qual faculdade iriamos querer fazer, eu comecei a pesquisar na internet profissões que poderiam ser do meu gosto, e comecei a fazer aqueles testes vocacionais gratuitos no sites daqui da internet. — Eu sou de Humanas. — E depois de muito pesquisar, eu vi que Arquitetura podia ser do meu agrado. Já que desde pequena eu amava desenhar o exterior e interior das casas, vendo onde podia ficar cada cômodo, para os personagens de minha imaginação. Essa ideia ficou na minha cabeça até eu saber mais sobre a faculdade de Cinema pesquisando — já que uma das minhas atrizes favoritas, além de trabalhar no mundo da encenação como atriz, trabalha também como diretora de filmes. Eu achei muito legal o Cinema, pois tem várias áreas quais achei legais. A parte da fotografia que envolve os efeitos das imagens, a parte das edições, do figurino, do roteiro, da sonorização, da direção e outros... São tudo coisas quais estão incluídas nos meus mais favoritos gostos, mas por enquanto eu não tenho costume de assistir tanto filmes. — Não porque eu não quero. Pois uma das únicas maneiras acessíveis de assistir filmes que eu gosto, é nos players, de alguns sites, que a maioria a minha internet nem faz o favor de carregar. — Mas eu também adoro assistir séries, e estou aprendendo mais sobre essas coisas agora. Então não sei ao certo.

Também estou pensando em fazer Designer, talvez eu acate essa ideia.. MAS EU TAMBÉM NÃO SEI. Pois eu quero fazer algo, que faça eu explorar o mundo, a vida, exteriormente e interiormente. Eu sei que eu tenho tempo pra pensar ainda, mas ás vezes eu queria ser como aquelas pessoas que já sabem o que fazer da vida, sabe? Realmente nós nessa minha idade não sabemos de muita coisa. Nem os adultos sabem bem o que estão fazendo da vida, não é mesmo? Todavia, espero que o futuro me traga essa resposta.

Obs: Eu já pensei em fazer outros tipos de cursos, mas esses são os que mais ficaram na minha cabeça.





27 comentários:

  1. ótima história de infância!
    também me interesso pelos cursos os quais está considerando, e por artes. nunca me preocupo em pensar no quero fazer realmente. os adultos banalizam isso, sendo que é uma escolha que pode mudar uma vida inteira. muitos jovens pressionados com tudo isso acabam sendo vitimas por mudar tantas vezes de curso, e mesmo assim não saberem o que querem. a verdade é que não quero me preocupar com isso agora, pois é só mais um sinal de que estou crescendo (e para mim isso é um tanto triste).
    boa sorte em escolher algo que te faça imensamente feliz!!❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gabi <3!
      Verdade, fazer escolhas sob pressão, não é nada bom.
      Talvez seja melhor eu não me preocupar mesmo. Essas coisas só o tempo vai nos dizer.
      Aaaaa eu queria ser criança de novo :c.
      Boa sorte com isso também ♡♡

      Excluir
  2. Vocação... Que eu por mito não me meta numa meta que me mate.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, e que possa dar certo.
      Obrigada por mais uma de suas citações ♡

      Excluir
  3. Eu também sempre quis ser bailarina e acho que esse sonho persiste em mim até hoje, apesar de achar que estou um pouco velha pra essas coisas hoje em dia. Na minha escola também estão decidindo como será a blusa de formandos, espero que seja uma preta. E que bom que não preciso por qual curso quero fazer haha ninguém precisa saber, né?
    Eu decidi recentemente que quero cursar ciências sociais e sei que o risco de mudar de ideia é certo, todavia por hora posso dizer que me encontrei nessa área. Pretendo focar na sociologia - o não -e ser professora. Reviver aquela velha brincadeira de infância - quando eu ensinava aos meus brinquedos, assim como você - e dedicar minha vida ao ensino. Não sei, vamos ver. Também já pensei em cinema porém desisti... Percebi com essa sua postagem que você está igual eu: perdida, perdida, querendo se encontrar. Mas vou te dar um conselho que vai servir tanto para você tanto para mim: Não tenha pressa. O mundo é nosso, o futuro é nosso. Vai dar tudo certo e com o tempo veremos o que de fato gostamos de fazer e assim será mais fácil decidir o que cursar. Nós, jovens, somos constantes mudanças. Relaxa, se decidir fazer arquitetura, design, ser professora, o que seja, certeza que vai se dar muito bem. Tendo amor no meio tudo dar certo <3

    www.memorizeis.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaa eu também queria ser bailarina, e na nossa idade dá tempo sim. Acho que não é tarde pra isso. Tenho colegas que começaram a fazer balé agora, e estão felizes fazendo o que tanto amam.
      A minha blusa de formandos também vai ser preta, eu só não sei se vai ficar bonita com a combinação de uma outra cor. Sim é bom que não sejamos obrigados a colocar algo na nossa camisa, que não queiramos. Também na minha turma não seremos obrigados, mas eu acho tão legal colocar a profissão que queiramos seguir na camisa do nosso último ano, sabe?
      Aaa que tu possa se dar muito bem nesse curso. COLOCA ESSE CURSO NA SUA CAMISA DE FORMANDOS!!
      Verdade Vivi, melhor não ter pressa. As coisas vão ocorrer do jeito que devem ocorrer. Vai dar tudo certo, se Deus quiser! Siim, com amor, tudo segue seu caminho bem.
      Obrigada por esses conselhos ♡♡

      Excluir
  4. profissão é vocação, não tenha pressa e, claro, faça o que ama! amei seu texto!

    www.blogmodelando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado ^^!
      Obrigada, vou fazer o que amo sim ♡

      Excluir
  5. Oi, Geórgia! Como vai?
    Também já passei por poucas e boas na busca pela profissão perfeita. E eis que cá estou eu, um ano e três meses após o ensino médio, fazendo coisas que eu jamais me imaginei fazendo. Acho até que vou escrever um pouco sobre isso lá no blog, porque seu texto me deixou realmente inspirada, haha! Eu não estou fazendo faculdade ainda e essa foi uma das minhas melhores escolhas. Fiz um semestre de jornalismo, mas tranquei. Se você terminar o EM com dúvida, não se apresse, viu? Tire um tempo pra descobrir a si mesma, ou então, se tiver condições, por que não testar algum desses cursos? :)

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caroline, as coisas aqui estão indo bem, espero o mesmo com você!
      Aaaa espero mesmo que você faça um post sobre esse tema no seu blog, adorarei ler haha.
      Muito obrigada por esses conselhos Caroline. Eu vou testar sim algum desses cursos, quando eu conseguir passar no ENEM. Estou querendo mesmo ter mais um tempinho pra pensar depois do Ensino Médio. Mas espero que tudo ocorra bem.
      Beijos ♡!

      Excluir

  6. I love your blog dear! If you want please check out mine and read my new story. I write about fashion, beauty, and lifestyle.Maybe we can follow each other and be great blogger friends!

    http://herecomesajla.blogspot.ba/

    ResponderExcluir
  7. Hey, tudo bem? Espero que sim, aqui está tudo otimo.
    Eu me identifico muito com você em várias coisas, inclusive tem mais um item para a lista que é o de não saber o que quer ser no futuro.
    Eu me admirei por você ter uma memória boa para lembrar sobre essas coisas, tipo, eu sei o que eu já quis ser mas não me recordo de datas nem idade. Desde pequena eu sei que eu dizia que queria ser Professora e esse pensamento ainda está na minha mente, eu preciso de alguma forma ensinar as pessoas. Penso em ensinar História, Artes, Informática ou Literatura. Amo as apresentações de trabalho na escola pois eu faço slides, monto todo o material como se de fato estivesse preparando uma aula e eu acho um máximo kkkk Também penso em algo voltado para evoluir minha criatividade e imaginação, por isso pensei em Cinema tbm. Web Design já é um curso que definitivamente estarei fazendo, amo essa área da informática assim como a programação.
    São muitas opções, queria ter algo definitivo mesmo que nem você. Mas realmente decidir agora o que você quer fazer por toda sua vida é um peso e uma confusão. Espero que você consiga decidir algo. Aliás, o que mais deu nos teus testes vocacionais?
    Até mais <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda ^^!
      Tudo bem por aqui sim, espero o mesmo com você agora.
      Wow e eu admiro-te pelo teu amor ao ensinar. Eu me recordo de todas essas coisas sim, como querer ser professora quando criança. Mas hoje eu sei que não é exatamente essa profissão que quero seguir. Menina!! Quando vou fazer apresentação na escola com slides por exemplo, eu tremo toda kjksjd. Eu queria ser mais assim nas apresentações de escola, eu só fico pensando "o porquê de eu estar ali?" "quero ir pra minha casa!"..
      Eu achei as áreas de cinema, demais(adorei), queria ter condições financeiras para fazer algo grande #UmDiaVai. Eu também adoro web design, já pensei em fazer isso também. Mas não quero fazer algo que me faça ficar totalmente presa ao computador, sei lá. Quero fazer algo que faça eu mergulhar em mim mesma, nas minhas emoções, na vida. E artes como o cinema, pode muito bem retratar isso, por meio de um filme, com bons efeitos, boa fotografia, boa música, boa atuação e etc kkk Que faça o telespectador, sentir o que eu sinto.
      O que mais deu nos meus testes vocacionais é áreas de humanas, como arquitetura e outros. Sempre sai alguns diferentes. [Eu acabei de fazer um aqui agora e deu artes visuais(interessante), geografia (não tenho interesse), odontologia(muito menos), Pedagogia (não mesmo) e outros que não tenho interesse nenhum.. Não confio nesses testes vocacionais, eu só tenho que seguir o meu instinto. Espero que ela esteja certo afinal. E Tomara que saibamos nos decidir e que sejamos felizes com o que queiramos fazer. Até ♡

      Excluir
  8. Já dizia Confúcio: "Se você fizer o que você gosta, nunca vai trabalhar na vida".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Daniel. Que o que eu for decidir seja algo que eu goste.
      Bem-vindo ♡

      Excluir
  9. Olá Geórgia ♥

    É assim mesmo: a gente não sabe o que decidir, afinal, é pressão demais pensar em algo que faremos pelo resto da vida (m e d o) quando ainda somos tão jovens.

    O meu conselho é: experimente. Procure ferramentas na internet, vídeos, postagens, ou até aquelas feiras em universidades.

    Já quis ser bailarina, mas fazer balé custava caro e meus pais não tinham condições. Então, acabei entrando pro grupo de danças modernas da minha escola, cresci dentro dele e me tornei uma das veteranas. A melhor coisa são os dvd's e as fotos que são lembranças lindas.

    Já quis ser cantora, porém nunca tive facilidade pra isso. Então comecei a me interessar por instrumentos: violão, guitarra, flauta transversal, saxofone alto e tenor. Descobri que viver da música é difícil (quando remunerada, ganhava cerca de R$150 por apresentação onde eu tocava e fazia coreografia simultaneamente, ou seja, muito esforço, pouco dinheiro).

    Queria ser professora. Entrei pro magistério, aprendi didáticas de ensino, fiz projetos em creches, observava e até substituí professor numa turma de 5ºano. Mas tinham os planos de aula, os trabalhos, o relacionamento com os alunos (não é fácil lidar com um monte de pimpolho agitado) e também com o núcleo da escola, não é muito diferente de ser aluno e ter outros alunos que não gostam de ti e etc. Desisti.

    Optei por jornalismo, já que gosto de escrever, ler, pesquisar. Até que eu vi várias pessoas mais ou menos da minha idade que trabalhavam como jornalistas sem nunca ter feito a faculdade. E pra piorar, eu não consegui a vaga no vestibular.

    Isso significava que eu estava formada no Ensino Médio, ainda não sabia o que eu queria fazer da minha vida e estava completamente frustrada e entristecida porque, já que sempre fui uma ótima aluna, espera ter ido pra universidade federal.

    Aí fui fazer um cursinho pré-vestibular, (que foi cansativo e me rendeu um comecinho de anemia, depressão e transtorno de ansiedade, mas tá) e acabei descobrindo muitos outros cursos e possibilidades e fiquei tentada em estudar Física ou Engenharia da Computação, até mesmo Design. Acabei optando por Ciência da Computação e durante 2 anos, depois disso aí, eu vivi assombrada com o questionamento das pessoas que não entendiam porque eu tinha escolhido algo tão distante de tudo o que eu já quis. E só agora é que eu sinto que eu me achei.

    Desculpa escrever esse baita texto, mas eu quis conversar contigo e te mostrar a minha história de maneira que possa vir a te confortar. Eu me sentia a pessoa mais atrasada do mundo, mas no cursinho eu conheci pessoas que ainda tavam tentando se descobrir ou ir pra uma faculdade há tipo 5, 8 anos. Tenho uma amiga que conheci nessa época (2015) e que ainda não entrou na universidade.

    A questão é: cada um tem seu tempo. Eu descobri o que eu queria quando tava brincando numa plataforma de programação, pra passar o tempo e suavizar a pressão dos estudos. Eu tenho certeza que tu vai se descobrir de uma forma sorrateira e surpreendente também.

    E quando isso acontecer, eu espero que tu se sinta florir de dentro pra fora, porque a sensação de se encontrar e se descobrir é a coisa mais incrível do mundo.

    Até mais Geo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yuu!
      Meu Deus que comentário lindo!! Eu adorei saber sobre a sua história, e eu não vou ficar mais pressionada com isso. As pessoas se descobrem tentando aqui e ali. Com esse teu comentário, vi que não precisa mesmo de eu ter pressa. Eu vou conseguir achar o que tanto um dia quero fazer com muito amor. Admiro a sua força, também até ter encontrado o que tanto gosta de fazer.
      Muito obrigada Yuu ♡ Até!

      Excluir
  10. Amiga não se precoupe tanto com isso, eu tenho 26 anos e ainda estou 'perdida' na vida hahahah!
    Sou formada em Produção Cênica, mas não trabalho na área, já comecei o curso de Radiologia e parei pois não era o que eu queria.
    Tenho muita vontade de fazer cinema também, ou produção de vídeo, mas sei que não é uma carreira fácil, é difícil conseguir algo na área.
    O negócio é ir com calma, você então que ainda está na escola tem toda a vida pela frente. Relaxa, não torne isso algo obrigatório e pesado.
    Ah, sem contar que tem milhares de pessoas que ganham e fazem coisas muito legais sem nem ter feito faculdade alguma.
    De qualquer forma boa sorte na sua decisão! :)

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah muito obrigada!
      Ás vezes nós ficamos com a ideia de que temos (somos obrigados) a decidir o que queremos fazer de profissão, depois de finalizar os estudos. Porque a escola finca isso nas nossas cabeças, até a nossa família. Mas venho aprendendo que não é bem assim, né? não temos que decidir tudo isso pra já. Tem coisas que requerem muito tempo. Cada um de nós temos uma vida diferente, e os nossos rumos também serão diferentes. Fico feliz com a ajuda em acabar com essa minha preocupação.
      Boa sorte na sua decisão também amore ♡

      Excluir
  11. Hey, Geórgia! Tudo bem?

    Eu realmente entendo sua ansiedade, mesmo que ela seja diferente para cada um de nós. Achei legal você conseguir lembrar das profissões que já quis seguir; eu só lembro que por muito tempo quis ser cantora e, depois, pediatra dksjdksj

    Lembre-se que você pode fazer muitas coisas depois do Ensino Médio. Eu sei que nessa época parece que a única opção é sair e já fazer faculdade, mas você pode tirar um ano sabático pra fazer alguns cursinhos e pensar bem, ou optar por um técnico subsequente até descobrir que faculdade vai te deixar realizada. Mas, se seu sonho for sair e ir direto pra universidade mesmo, acho que você deveria se jogar em Design. Pense que o máximo que pode acontecer é você não curtir o curso e pedir transferência, mas enquanto isso você vai acumulando vivência para descobrir qual é sua vocação mesmo.

    Desde os meus 11 anos quero fazer bacharelado em letras (+inglês ou literatura; qualquer um dos dois me deixaria realizada já dksjdk), mas quando entrei no EM descobri que talvez isso não me dê tanto dinheiro assim, então optei por fazer um técnico de Informática antes. Eu nunca tinha sequer pensado em ir pra área da computação, e hoje em dia, mesmo sabendo que minha realização pessoal e profissional será trabalhar com livros, descobri que também gosto muito de programar e lidar com computadores. O mundo é enorme, e você não precisa fazer um só curso e ser uma só coisa; pense nessa faculdade como o comecinho de uma aventura bem longa, que você pode reescrever ao longo do caminho.

    Te desejo muita sorte, foco e parabéns pela formatura <3

    bouleverser

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ester! Tudo bem por aqui, sim. Espero que esteja também.
      ksldls Eu imaginava que ser cantora iria ser maravilhoso kkkk. Eu também já pensei em pediatria, mas eu não gosto do clima de hospital e essas coisas.
      Adorei saber mais sobre ti.
      Eu achei essa sua ideia bem boa. Talvez eu vá mesmo me jogar em um curso que talvez eu queira (se eu passar no enem, claro). Ou vou deixar 1 ou até mais 2 pra pensar melhor, e decidir bem o que vou fazer da vida. E pode ser uma aventura tudo isso, como você disse (espero que seja boa).
      Muito obrigada Amore, te desejo o mesmo na sua vida ♡

      Excluir
  12. Quando sai do ensino médio, fiquei desesperada em busca de uma faculdade pra fazer no ano seguinte e ia entrar em um curso que na realidade nem queria, só para sentir que a vida estava andando, sabe? Bom, por sorte isso deu errado e eu acabei parando em um pré-vest, onde pude me conhecer melhor e finalmente enxergar que não adiantaria ficar frustrada em um curso escolhido nas pressas ou por ser o caminho mais fácil de trilhar. Os professores fazem MESMO muita pressão pra gente ter a vida toda resolvida já no ano seguinte ao da formatura, e às vezes até nossos pais e amigos o fazem sem nem perceber, mas de verdade: tá tudo bem não conseguir decidir isso ainda. A vida fora do ensino médio é muito mais diferente do que as pessoas dizem, e às vezes é bom estar perdido só um pouquinho pra conseguir conhecer mais coisas ao invés de já ir pro caminho que futuramente nos fará mal.
    Espero que você consiga resolver essa questão ai dentro, mas não esquece de ter seu tempo, tá? Tô torcendo por você! <3

    Beijos!

    Limonada (antigo Novembro Inconstante)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fim do Ensino Médio, é só o começo de tudo ainda. Nos caminhos que nos perdemos é que é o exato para nos encontrarmos, estou aprendendo bastante isso. Embora isso me assuste um pouco, mas é como você disse: está tudo bem! É bem verdade sobre toda essa pressão que nos colocam, mas espero ter paciência para ignorar isso.
      Muito obrigada Tati, por todo esse comentário <3 Não vou esquecer.
      Beijos ♡

      Excluir
  13. É super normal ter esse questionamento.
    Pesquise sobre as faculdades que deseja ir, as grades curriculares, as oportunidades que te darão, e escute seu coração, pois serão anos de estudos <3. E não se sinta mal caso mude de ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por esse comentário Bruna! ^-^ Eu já pensei e muito, e acho que já estou decidida no que fazer. E se eu não estiver, vou ter que recorrer a segunda opção.
      Beijos ♡

      Excluir
  14. voltei no tempo para dizer: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA GEÓRGIA DO CÉUUUUU! Eu amo ler esse tipo de post que me faz ficar com um ar nostálgico, como se eu estivesse vendo tudo pelos seus olhos e vivenciando os momentos fofos que você descreveu! Poxa, realmente, escolher uma profissão pro resto da nossa vida é uma coisa muito grande pra ser decidida com a idade que temos, porque, de certa forma, ainda somos muito imaturas pra decidir algo tão importante, então, como humana que passa pelo mesmo conflito interno periodicamente, minha maior dica é: faz algo que você acha que vai te fazer bem. Mas não faz esperando validação externa, porque ninguém nunca vai estar satisfeito com sua vida, então você precisa estar. Outra coisa importantíssima: se você não gostar do que escolher de primeira, você pode mudar! Nós temos a vida toda pra nos descobrir, então vai no seu tempo! Acho que é isso que eu tinha pra dizer, obrigada por essas palavras maravilhosas sobre experiências incríveis aí em cima!
    Beijinhos!!!
    https://sopadesol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. oi, Geórgia! ♡
    eu me identifiquei muito com o seu texto, principalmente agora que eu tô no segundo ano do médio. eu até tenho uma certa firmeza na faculdade que eu quero agora (letras), mas ainda rolam várias dúvidas, incertezas e medos quanto ao própria curso e o depois. é horrível essa preocupação, acho que meio que faz parte do processo. mas creio que mesmo que seja uma escolha importante, não quer dizer que seja impossível mudar de ideia e tentar de novo depois; e cada pessoa tem seu tempo de descoberta. experimentar e pesquisar certas áreas pode ser muito bom para descobrir qual você mais se identifica, curte e etc. e aliás, cinema e design são duas faculdades muito boas!! (inclusive eu já quis muito ser cineasta aa)
    eu adorei ler suas histórias de infância aa ♡ eu já quis ser bailarina, médica e professora também, achei engraçado ler e lembrar disso. agora tô voltando com a ideia de ser professora KJLUN
    boa sorte na sua escolha e parabéns pela formatura ♡ torcendo por ti
    abraços <33

    ResponderExcluir



"É preciso aprender a ser bom lar pra si."