you've have a place in my heart that anyone could have

about / ask / metas / arquivo / 2019



terça-feira, agosto 20

Dix-neuf novembre /2018

Acho o ato de orar algo muito bonito. Tu se conecta com algo espiritualmente superior para lhe pedir forças, graças, calmaria, e agradecer por tudo isto do fundo do seu coração. Eu estava cá agora antes de dormir, fazendo isto. Navegando no mais profundo de mim, para ir em busca da força em momentos que tem me sido tão sombriamente temerosos. Admirei este meu ato também, pois já fazia tempo que minha oração não ficava longa, e com fé profunda. - acredito que independente do que vc acredite se tu ter aquela profundidade em tua fé, nas tuas palavras de oração, as coisas podem realmente funcionar. É a energia, que teu coração transmite profundamente para o mundo transcendental, logo te devolvendo-a em questão de segundos, minutos, horas, dias, meses, ou anos dependendo de cada caso.... Mas o meu problema é que ás vezes perco a força de minha fé dentro do mar revolto dentro de mim.

Entretanto, sobre o meu dia foi acomodativo demais depois que cheguei da escola. Dia aquele que preferir não me preocupar muito com nada, para acabar não enlouquecendo. Mas também que me dei uma longa pausa, reorganizando meus objetivos, e pensando em que posso fazer pra dar realmente certo. Reorganizo também a forma como penso, diante de algumas situações. Sabe quando estamos naquela fase da vida que não estamos entendendo nada, apenas indo, até ver onde isso tudo vai chegar? Eu já repeti esta frase várias vezes mas ela está fazendo muito sentindo no momento para não repeti-la novamente. Então, essa é a fase a qual me encontro. Sinto-me muito intrigada comigo nesses momentos. Tudo ás vezes me parece está em uma atmosfera estranha, e isso que tira o meu foco nas coisas positivas. É um medo do que estar por vir as vezes um tanto excessivo, e aterrorizante. Hoje minha mãe disse que há momentos que aparento estar legal, e outras estranhas. Porém, eu não sei o que dizer o que se passa exatamente comigo pra descrever de forma que entendam estes meus momentos de pura estranhisse com muita exatidão. 

Na aula, hoje das minhas amigas apenas, Raquel fora. Pela sua chegada um pouco atrasada eu já estava achando que eu passaria manhã sem companhia nas aulas, mas ela felizmente tinha chegado. A manhã estava chuvosa para exatamente todos os alunos resolverem ir à escola, e por isso Carlinha não foi hoje. Sentimos falta de tua companhia, mais o bombons que ela vende quais também estávamos esperando para comprar e nos degustar com o doce.



"É preciso aprender a ser bom lar pra si."